Notícias a toda hora!

Aluno que participou do vídeo da agressão ao professor é maior e pode pegar até 9 anos

Vídeo da agressão ao professor teve grande repercussão nas redes sociais. O aluno maior de idade vai responder por 3 crimes, corrupção de menores, dano ao patrimônio público e desacato.

Um dos jovens que aparece no vídeo, participando das filmagens, agredindo e humilhando o professor Thiago dos Santos Conceição, em Rio da Ostras, vai responder por 3 crimes, corrupção de menores, dano ao patrimônio público e desacato. O rapaz é maior de 18 anos e ainda cursa o ensino fundamental, junto dos outros meninos menores no 9º ano (cuja idade média correta seria de 14 anos).

A informação veio através do delegado Carmelo Santalúcia, titular da 128º DP de Rio das Ostras, já os outros adolescentes vão responder por fato análogo em dois delitos.

O titular, encarregado do caso, informa também que ainda não teve a palavra da vítima, para saber se só houveram aqueles fatos revelados no vídeo “[…]. O maior pode pegar até 9 anos de pena”, afirmou o Santalúcia”.

Professor Thiago anda não prestou queixa formal, segundo o delegado

Apesar da vítima ter relatado as ameaças somente à imprensa, será preciso colher um depoimento oficialmente para depois incluir tudo isso no procedimento policial, explicou o titular da 128º DP. Precisamos saber quais foram as ameaças, quem falou e em quais circunstâncias.

A investigação da Polícia Civil deu início após a grande repercussão do vídeo que mostra os jovens humilhando e ameaçando o professor de português Thiago, que dá aulas no Ciep Mestre Marçal no município.

As imagens mostram um menino quebrando o quadro, depois mastigando o que seria uma prova da escola, além de rasgar o atividade de um outro colega e atirar um estojo na direção do professor.

Na condução do inquérito na 128ª DP (Rio das Ostras) já foram ouvidas, a direção da unidade e algumas testemunhas. A polícia também esta semana uma perícia na sala de aula, onde observou o quadro destruído pelo aluno, Também foram notadas pichações nas parede, com símbolos de facções criminosas e desenhos de órgãos genitais masculinos.

O professor envolvido, Thiago dos Santos Conceição ainda não foi ouvido pela a polícia, parecendo ainda ter medo, pediu um pouco mais de tempo e não quer ir a local do incidente nem para prestar depoimento, pedindo ainda que fosse ouvido em outro local, depoimento que deve acontecer até nesta segunda-feira. Os acusados serão ouvidos posteriormente.

Casos de violência são recorrentes no Ciep onde foi gravado o vídeo do professor sendo agredido

Uma aluna ja teria pedido transferência da escola esta semana, devido aos episódios recorrentes de agressividade entre os colegas. Outra professora da escola relatou que o que aconteceu com o professor Thiago foi uma “tragédia anunciada”“Não sei como ainda não mataram um de nós”, diz uma professora da escola.

A escola também ainda problemas em relação ao número de alunos com idade-série defasado. Quatro em cada dez estudantes estão nesta situação, com pelo menos dois anos a mais do que a idade normal para aquela etapa escolar. 

Fonte: Extra.globo

Carregando...