Agora na Mídia
Agora na Mídia - Futebol e Notícias

Diego Maradona morreu nesta quarta-feira (25) ao 60 anos, na Argentina

Ídolo argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, na região de Buenos Aires, na Argentina

Faleceu nesta quarta-feira, aos 60 anos, o ídolo do futebol argentino, Diego Armando Maradona. Maradona morreu ao sofrer uma parada cardiorrespiratória, no fina da manhã, enquanto estava em sua casa em Tigre, na região de Buenos Aires, na Argentina.

Apesar do socorro de várias ambulâncias na residência, o ex-jogador não resistiu.

TV e jornais confirmam a morte de Diego Armando Maradona

PUBLICIDADE

Diego Maradona morre nesta quarta-feira. Foto/Twitter

A morte foi anunciada por jornais locais, e confirmada pela TV pública Argentina, logo no começo desta tarde de quarta.

O ex futebolista e ídolo na Argentina, havia dado entrada num hospital no último dia 2 novembro, poucos dias após completar 60 anos, para uma cirurgia no cérebro.

Maradona recebeu alta 10 dias depois, para dar início a um outro tratamento, contra o alcoolismo.

Neste período, de recuperação, estava afastado do comando do Gimnasia y Esgrima La Plata, equipe da cidade de La Plata, província de Buenos Aires, onde atuava como técnico.

Maradona deixa cinco filhos e quatro netos

Diego Armando Maradona, deixa cinco filhos, e quarto netos. Porém, segundo seu próprio advogado, ele ainda teria mais três filhos não reconhecidos.

PUBLICIDADE

O argentino, que começou a carreira no Argentinos Juniors, foi considerado peal mídia esportiva, um dos melhores jogadores de todos os tempos.

Dentre outros clubes, Maradona ainda teve destaques com a camisa do argentino Boca Juniors, além de vestir as camisas do Barcelona e Napoli.

Atuando na seleção da Argentina, o camisa 10 foi o grande nome responsável pela conquista do bicampeonato mundial na Copa do Mundo de 1986.

Nas redes sociais, forma inúmeras as manifestações de jogadores, todos consternados pela perda do grande Maradona.

Entre elas, o brasileiro Romário,que tratou o ex-jogador como amigo, e de forma carinhosa se manisfestou.

“Meu amigo se foi. Maradona, a lenda! O argentino que conquistou o mundo com a bola nos pés, mas também por sua alegria e personalidade única. Já disse algumas vezes, dos jogadores que vi em campo, ele foi o melhor”, escreveu Romário em seu Twitter.

E completou: “Sua passagem pelo mundo levou muita felicidade ao seu país e encantou a todos nós. Nunca vou esquecer das risadas que demos juntos. Certamente, ele nunca foi um adversário. Me chamava de Chapolin e me tratava como irmão”.

“Até sempre, Diego. Será eterno em cada coração do planeta do futebol”, foi escrito no perfil da seleção da Argentina no Twitter.

Além da genialidade, Maradona durante sua carreira, se envolveu com drogas e doping, na Copa do Mundo de 1994, foi pego no exame antidoping com a substância efedrina após a partida contra a Nigéria.

Em seu pior momento como jogador, aconteceu três anos antes, quando atuava pelo Napoli na Itália, quando foi indicado no exame antidoping. o uso de cocaína. Ele chegou a ser condenado a prisão, mas pagou uma multa e voltou para o futebol argentino no começo da década de 1990.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Carregando...