Notícias

PT ‘abandona’ Haddad e já admite vitória de Bolsonaro: ‘Ciro Gomes era melhor’

Representantes do Partido dos Trabalhadores (PT) já fala publicamente em erro ao escolher Fernando Haddad.

PUBLICIDADE

Até o Partido dos Trabalhadores (PT) já abandona a candidatura de Fernando Haddad à presidência da república. O Senador eleito da Bahia pela legenda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jaques Wagner, por exemplo, não gostou da escolha de Haddad para disputar o cargo mais alto da política no Brasil.

Em um ato público nesta segunda-feira, 15 de outubro, Jaques Wagner disse que Ciro Gomes seria a melhor escolha para disputar a presidência. Isso associado às pesquisas de intenções de votos no segundo turno, que dão ampla vitória ao deputado federal Jair Bolsonaro, do PSL, enterram a candidatura do petista.

Fernando Haddad é abandonado até pelo PT, que já fala em derrota para Bolsonaro

Além disso, em um ato que deveria ser a favor do PT, Cid Gomes, irmão do ex-candidato à presidência Ciro Gomes, do PT, chegou a chamar os petistas de “babacas”. Cid lembrou que o PT deveria reconhecer os erros do passado e que o país não aguentava mais a legenda.

Cid Gomes representa o racha da esquerda. É quase consenso geral, dentro e fora do PT, que a estratégia da legenda foi completamente errada. “Vai perder e vai perder feio”, foi apenas uma das frases entoadas pelo irmão de Ciro Gomes. O ex-governador do Ceará chegou a sair do país, afim de não colar sua imagem com Fernando Haddad e o PT. O objetivo já é a campanha eleitoral de 2022.

Desânimo atinge campanha de Fernando Haddad e PT já vê vitória como quase impossível - Foto;Ilustração
Desânimo atinge campanha de Fernando Haddad e PT já vê vitória como quase impossível – Foto;Ilustração

Ibope gera mais desânimo na campanha de Fernando Haddad

Nessa segunda-feira, a divulgação da pesquisa do Ibope, por exemplo, acabou enterrando de vez a esperança de Fernando Haddad em virar contra Bolsonaro. O Ibope mostrou Bolsonaro com 1 ponto a mais do que na última pesquisa Datafolha.

Ou seja, o instituto capta, na verdade, um leve crescimento, ainda que dentro da margem de erro, do líder da direita. Essa agenda negativa inteira só mostra o óbvio, uma virada agora já é vista como quase impossível. A própria imprensa já se concentra em estudar o provável governo Bolsonaro e seus ministérios.

Você leitor e que gosta de política pode assinar nosso noticiário e ter com exclusividade e de graça todo o melhor conteúdo dessa área. Para isso, basta clicar no ícone de sino, que está localizado no lado esquerdo inferior da tela do seu computador ou celular. Em seguida, basta autorizar o recebimento das mensagens. Pronto, você está conectado com o melhor da informação.

Fonte: Veja