Notícias

Saque do FGTS: governo deve anunciar a liberação de contas ativas nesta quinta (18)

A liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será para para estimular o consumo

PUBLICIDADE

O governo Bolsonaro deverá anunciar ainda nesta quinta-feira, 18, a liberação do saque das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A medida vem como estímulo ao consumo das famílias e para impulsionar a economia.

O governo Temer, já havia liberado dinheiro de contas inativas, agora a nova equipe econômica estuda também o saque das contas vinculadas ao atual emprego, o saque das contas ativas do FGTS do trabalhador, que vem recebendo os depósitos. 

Liberação do saque do FGTS deve injetar 42 bilhões na economia

Governo deve anunciar liberação do saque do FGTS. Foto/Reprodução

O atual ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, disse que a expectativa é de liberar cerca de 42 bilhões do FGTS. Os valores poderiam ser sacados no mês de aniversário do beneficiário.

O plano do governo é de reanimar a economia, injetando dinheiro para animar o consumo, até o final deste ano, com uma projeção oficial de crescimento do PIB de 0,81%. Com esta liberação destes novos saques do FGTS, virá também uma nova rodada de saques do PIS/Pasep.

Liberação do PIS/Pasep prevê  21 bilhões

No caso das cotas do PIS/Pasep, o ministro tem previsão de que podem ser liberados 21 bilhões, disponíveis para saque, afirmou ao jornal durante visita à Argentina, onde participa junto com o presidente Jair Bolsonaro da cúpula do Mercosul.

No fim de maio, o ministro já havia dito que as medidas estavam em estudo, mas só seriam anunciadas após a aprovação da reforma da Previdência. O texto passou em primeiro turno na Câmara dos Deputados semana passada e tem segunda votação agendada para agosto. Após a tramitação na casa, a medida precisa passar pelo Senado para começar a valer.

Como será o novo saque do FGTS

No caso de saques de contas ativas, uma das ideias é liberar saques proporcionais. Segundo publicação do jornal “O Estado de S. Paulo”, quem tem na conta até 5 mil reais, poderia sacar 35% deste saldo.

Já os trabalhadores com saldo de até 10 mil reais no FGTS seriam autorizados a sacarem 30% do valor. No caso de quem tem entre 10 mil e 50 mil reais no fundo, ainda se discutia qual a porcentagem de direito do saque, ainda não foi definido. Quem tem acima de 50 mil reais, só poderia sacar 10% do saldo total.