Notícias

Lula pede em carta que Dilma resista atacando a Lava-Jato não se defendendo

PUBLICIDADE

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu uma carta a Dilma Rousseff, onde pediu para que ela ‘resista atacando e não se defendendo’. Dilma divulgou o texto em seu perfil no Twitter, um dia após comemorar 71 anos.

Carta de Lula quis parabenizar a petista e desejou que ela tenha ‘toda sorte do mundo’.

Dilminha, aqui estou preparado para enfrentar o Moro e as mentiras daminha condenação“, escreveu Lula, que disse que agora tem um lema, que é: “Não troco a minha dignidade pela minha liberdade”.

Desde o último mês de abril que Lula está preso em Curitiba na sede da Polícia Federal. O ex-presidente foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção e também por lavagem de dinheiro. Sergio Moro, futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, foi quem condenou Lula.

Confira a carta que Lula enviou a Dilma:

Defesa recorreu, mas piorou a situação

Quando saiu a condenação de Lula, imediatamente seus advogados começaram a trabalhar para reverter a situação e logo eles entraram com um recurso.

Só que a condenação acabou foi aumentando para 12 anos e 1 mês de prisão. Lula ainda é réu em outros 7 processos e a defesa continua alegando que ele é inocente e não cometeu nenhum tipo de irregularidade.

Dilma agora é ré

No último mês de novembro, Dilma Rousseff também se tornou ré, a ex-presidente é acusada de ‘organização criminosa’, no processo que é conhecido como ‘Quadrilhão do PT’.

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, decidiu aceitar a denúncia contra Dilma e também Lula. A denúncia foi apresentada pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em setembro de 2017.

Os dois petistas estão sendo acusados de participar de um esquema que envolveu propinas de R$ 1,48 bilhão entre os anos de 2002 e 2016.